logotipo
Always for your business...
TECNOLOGIA RFid
10. RFid NA ECONOMIA SOCIAL
galeriagaleria

As organizações inseridas na economia social, sejam do setor social e solidário (Instituições Particulares de Solidariedade Social - IPSS ou Organizações Sem Fins Lucrativos - OSFL), sejam do setor privado, deparam-se com enormes dificuldades no que diz respeito à localização e monitorização de bens e pessoas (principalmente os utentes). 

  • Localização e Monitorização de Pessoas

Incidindo na população idosa, que está a aumentar de forma exponencial, e principalmente aquela que apresenta demências ou outras patologias associadas, não possui as capacidades de orientação adequadas o que poderá resultar em situações dramáticas caso os utentes se desloquem para o exterior da Instituição, sem qualquer acompanhante. 

Através da tecnologia RFid será possível garantir a deteção da presença dos utentes, controlar os pontos de entrada e saída dos edifícios e proceder à sua monitorização de forma constante culminando em padrões de segurança muito elevados, não só para quem possui a responsabilidade de garantir a segurança dos utentes, mas, principalmente para o utente em si.

Apesar desta solução tecnológica ser habitualmente aplicada no tecido empresarial, não existe qualquer obstáculo em que seja aplicada a particulares, ou seja, a tecnologia RFid poderá ser aplicada/instalada no domicílio das pessoas que evidenciam dificuldades de orientação (ou outras dificuldades cognitivas que inibem a correta realização das suas tarefas diárias) e que necessitam de uma monitorização constante, efetuada pelos seus familiares.

  • Controlo de Acessos

Também é possível assegurar que o acesso ao edifício seja devidamente controlado e restringido apenas àqueles que possuem a devida autorização de acesso, o que permite aumentar ainda mais os níveis de segurança das Instituições.

  • Localização e Monitorização de Bens

A tecnologia RFid, para além da sua aplicação na localização de pessoas e sua monitorização, permite localizar bens como computadores portáteis, equipamento de apoio ao cuidado direto ao utente (aspiradores de secreções, botijas de oxigénio, concentradores de oxigénio, monitores cardíacos, entre outros…) camas articuladas, vestuário, roupa de cama, atoalhados, etc…

No que concerne ao vestuário do utente, ou outros tipos de roupa (roupa de cama, atoalhados), as Instituições deparam-se com dois principais problemas: extravios de roupa e colocação da roupa no local não indicado ou que não pertence ao utente. O principal motivo deve-se ao facto do método de identificação não ser o mais adequado. Através da tecnologia RFid é possível resolver estes problemas, evitando constrangimentos para os colaboradores e Instituição, mas principalmente para os utentes. Ao colocar uma tag RFid em cada peça de roupa e ao colocar as antenas nos locais adequados, será garantida uma correta localização e monitorização de toda a roupa do utente. Poderão ser colocadas tags RFid nos armários dos utentes tornando-os “inteligentes”, ou seja, caso uma peça de roupa seja colocada num armário de um utente, ao qual essa mesma roupa não lhe pertence será emitido de imediato um alerta. Desta forma, o colaborador poderá ser informado em tempo real e corrigir a situação.

TECNOLOGIA RFid
10. RFid NA ECONOMIA SOCIAL
galeriagaleria

As organizações inseridas na economia social, sejam do setor social e solidário (Instituições Particulares de Solidariedade Social - IPSS ou Organizações Sem Fins Lucrativos - OSFL), sejam do setor privado, deparam-se com enormes dificuldades no que diz respeito à localização e monitorização de bens e pessoas (principalmente os utentes). 

  • Localização e Monitorização de Pessoas

Incidindo na população idosa, que está a aumentar de forma exponencial, e principalmente aquela que apresenta demências ou outras patologias associadas, não possui as capacidades de orientação adequadas o que poderá resultar em situações dramáticas caso os utentes se desloquem para o exterior da Instituição, sem qualquer acompanhante. 

Através da tecnologia RFid será possível garantir a deteção da presença dos utentes, controlar os pontos de entrada e saída dos edifícios e proceder à sua monitorização de forma constante culminando em padrões de segurança muito elevados, não só para quem possui a responsabilidade de garantir a segurança dos utentes, mas, principalmente para o utente em si.

Apesar desta solução tecnológica ser habitualmente aplicada no tecido empresarial, não existe qualquer obstáculo em que seja aplicada a particulares, ou seja, a tecnologia RFid poderá ser aplicada/instalada no domicílio das pessoas que evidenciam dificuldades de orientação (ou outras dificuldades cognitivas que inibem a correta realização das suas tarefas diárias) e que necessitam de uma monitorização constante, efetuada pelos seus familiares.

  • Controlo de Acessos

Também é possível assegurar que o acesso ao edifício seja devidamente controlado e restringido apenas àqueles que possuem a devida autorização de acesso, o que permite aumentar ainda mais os níveis de segurança das Instituições.

  • Localização e Monitorização de Bens

A tecnologia RFid, para além da sua aplicação na localização de pessoas e sua monitorização, permite localizar bens como computadores portáteis, equipamento de apoio ao cuidado direto ao utente (aspiradores de secreções, botijas de oxigénio, concentradores de oxigénio, monitores cardíacos, entre outros…) camas articuladas, vestuário, roupa de cama, atoalhados, etc…

No que concerne ao vestuário do utente, ou outros tipos de roupa (roupa de cama, atoalhados), as Instituições deparam-se com dois principais problemas: extravios de roupa e colocação da roupa no local não indicado ou que não pertence ao utente. O principal motivo deve-se ao facto do método de identificação não ser o mais adequado. Através da tecnologia RFid é possível resolver estes problemas, evitando constrangimentos para os colaboradores e Instituição, mas principalmente para os utentes. Ao colocar uma tag RFid em cada peça de roupa e ao colocar as antenas nos locais adequados, será garantida uma correta localização e monitorização de toda a roupa do utente. Poderão ser colocadas tags RFid nos armários dos utentes tornando-os “inteligentes”, ou seja, caso uma peça de roupa seja colocada num armário de um utente, ao qual essa mesma roupa não lhe pertence será emitido de imediato um alerta. Desta forma, o colaborador poderá ser informado em tempo real e corrigir a situação.

logotipo
Rua Dr. Luís Ferreira nº 85 - 2º Andar
3500-111 Viseu
Portugal
logotipo +351 966 144 381
tecnologias